home A Doença de Parkinson A Associação A Túlipa Links
 
As Publicações APDPk
Ajude a APDPk
Delegações
Espaço Aberto
Glossário de Termos
Legislação
Notícias
Noticias Médicas
Protocolos
Serviços de Saúde Especializados
Videos Parkinson
Viver com Parkinson
Declaração de Privacidade On-line
Direção Documentos
Conselho Científico
Infarmed
 
Newsletter
insira o seu email, para receber a nossa newsletter periódica.
 
 
 
 
 
 
 
Associa Pro
 
Utilizador
Palavra-chave
 

 

   
Home » Noticias Médicas
 
 
Clonagem celular trata ratos com Parkinson

(.../...)

 

Cientistas norte-americanos do Memorial Sloan Kettering Cancer Center, de Nova Iorque, obtiveram melhorias neurológicas em ratos de laboratório, que padecem da doença de Parkinson, após terem recebido um transplante de células obtidas por clonagem terapêutica. Pela primeira vez, os cientistas fizeram uma transferência satisfatória, utilizando as próprias células do paciente.

Os investigadores que realizaram a pesquisa estão entusiasmados e acreditam que "esta é a prova do conceito" e um ponto de partida para novos desenvolvimentos. O estudo, publicado na Nature Medicine, foi realizado por uma equipa do instituto Sloan-Kettering, em Nova Iorque.

A doença de Parkinson é uma patologia neurodegenerativa, em que a região cerebral que controla os movimentos musculares é afectada por morte neuronal, dando origem à condição do doente.

No estudo agora publicado, a equipa liderada por Lorenz Studer produziu uma condição semelhante em ratinhos, ministrando-lhes uma droga que causou a morte de células neuronais que produzem um neurotransmissor chamado dopamina. Isso causou nos ratos uma patologia idêntica à doença de Parkinson.

Depois, por clonagem, produziram embriões a partir das células da pele desses mesmos ratinhos, e retiraram daqueles as células estaminais que eram geneticamente idênticas e, portanto, compatíveis com os respectivos dadores.

Em seguida, a equipa de Studer induziu em laboratório a diferenciação das células estaminais em células neuronais produtoras de dopamina, transplantando-as posteriormente para o cérebro dos ratinhos com Parkinson. E os resultados foram positivos. Simplificar a técnica é agora um dos objectivos. - F. N.

 

In DN - 25 Março de 2008

 
 
   
 
 
2012 © APDPk - Todos os direitos reservados