Parkinson em tempo de pandemia – Manual de Exercícios

” A APDPk gostaria de nesta fase difícil para todos os associados deixar uma mensagem de apoio e esperança, e dizer que continuamos a trabalhar pelo desenvolvimento da Associação. Esperamos que com este manual “Parkinson em tempo de pandemia”, onde foram compilados exercícios de fisioterapia, terapia da fala e alguns conselhos, contribuir para que este período de isolamento seja melhor para todos – pessoas com Parkinson e cuidadores. Este manual serve para relembrar que continuamos a lutar para que não se sinta só, apesar do isolamento social necessário. Poderá continuar a contactar-nos através do nosso site, telefone e redes sociais.
Estamos convosco apesar de separados socialmente!

A Direção da APDPK

Descarregue aqui o manual:

Hoje é… DIA MUNDIAL DA DOENÇA DE PARKINSON

“Devido à pandemia de Covid-19 tivemos de cancelar quase tudo”, mas nada nos faz cancelar a vontade de assinalar um dia que o calendário diz ser “especial” para a doença de Parkinson.

Para celebrar a efeméride a APDPK desenvolveu um vídeo em conjunto com a  Sociedade Portuguesa de Neurocirurgia (SPNC), a Sociedade Portuguesa das Doenças do Movimento (SPDMOV), a CNS Academy, Doentes e Cuidador, porque na verdade estamos todos unidos pelo Parkinson.

#UniteForPArkinsons

Veja o vídeo:

NORMA conjunta do SNS, DGS e Infarmed

N.º 003/2020
Data:19/03/2020
ATUALIZAÇÃO: 22/03/2020

Ponto 5.6 – Dispensa de medicamentos sujeitos a receita médica a doentes crónicos que não apresentem a respetiva receita médica

5.6. Dispensa de medicamentos sujeitos a receita médica a doentes crónicos que não apresentem a respetiva receita médica Como medida excecional no contexto da COVID-19, o diretor técnico da farmácia ou farmacêutico(s) por ele designado(s) deve ceder a medicação necessária ao doente, de acordo com as suas necessidades e disponibilidade do medicamento em causa (conforme previsto em 5.4), para um prazo máximo de três meses, garantindo que regista a dispensa procedendo de acordo com as orientações acordadas para a sua rastreabilidade. Para o efeito, o utente deve conseguir efetuar prova das patologias em causa, bem como da existência anterior de uma prescrição médica para os medicamentos solicitados.