home A Doença de Parkinson A Associação A Túlipa Links
 
As Publicações APDPk
APDPk | Associados
Delegações
Espaço Aberto
Glossário de Termos
Legislação
Notícias
Noticias Médicas
Protocolos
Serviços de Saúde Especializados
Videos Parkinson
Viver com Parkinson
Declaração de Privacidade On-line
Direção Documentos
Conselho Científico
Infarmed
 
Newsletter
insira o seu email, para receber a nossa newsletter periódica.
 
 
 
 
 
 
 
Associa Pro
 
Utilizador
Palavra-chave
 

 

   
Home » Noticias Médicas
 
 
Estudos ligam Parkinson a pesticidas
Um estudo mostra que os trabalhadores da agricultura que usam pesticidas para o cultivo tinham duas a três vezes mais probabilidade de vir a desenvolver a doença de Parkinson, uma doença que degenera o cérebro e que, eventualmente, acaba por paralizar o doente.

Um segundo estudo mostra que animais expostos ao pesticida paraquat desenvolveram uma proteína chamada alpha-synuclein nos seus cérebros. Esta proteína tem sido ligada à doença de Parkinson.

Uma terceira parte do puzzle mostra que este desenvolvimento da proteína mata as mesmas células cerebrais que são afectadas quando uma pessoa desenvolve a doença.

"Todas as peças parecem agora fazer sentido", disse o fundador do Instituto de Parkinson, Dr. William Langston à Reuters.

A doença de Parkinson, que afecta mais de 1 milhão de pacientes nos Estados Unidos, é caracterizada pela morte das células cerebrais que produzem dopamina.

Segundo a Associação de Doentes de Parkinson (APDPk), são 12 mil os doentes que sofrem de Parkinson em Portugal. 



TVNET / Agências
 
 
   
 
 
2012 © APDPk - Todos os direitos reservados